Freguesia de Torres do Mondego - Coimbra

Seja bem-vindo ao site da junta de Freguesia de Torres do Mondego.
 
Pretendemos deste modo dar a conhecer a todos vós um pouco sobre a Freguesia de Torres do Mondego, nomeadamente o seu património, economia, educação, acção social, turismo, bem como a divulgação dos eventos organizados por nós e pelas Associações.  Para um Presidente de Junta falar da sua Freguesia não é fácil, já que se torna, mesmo que não se queira, tendencioso. E que, quem conhecer Torres do Mondego, há poucos anos, decerto nota a transformação, outra forma de vida, mais dinamismo, realizações e uma muito melhor qualidade de vida. Defendo, desde sempre, a ideia de que à Junta de Freguesia, não cabe apenas o papel de instituições promotoras de belas e grandiosas obras imobiliárias, pelo contrário, cabe às Juntas um importante desempenho na dinamização cultural da comunidade local, não para substituírem os cidadãos como agentes singulares ou agrupados em associações, mas sim de forma subsidiária ou supletiva, garantindo e apoiando, pelo modo adequado, o funcionamento das instituições na produção cultural e, sobretudo, na defesa e na preservação da identidade local.  É, porém, no afecto que reside a maior força anímica para tudo o que se faz em prol da Comunidade de que fazemos parte. Assim onde não houver lugar para o afecto, dificilmente haverá espaço para a razão, sem complemento e sistema de direcção. Estas coisas só se encontram na intimidade serena da vida local. 
 
Obrigado e Bem-haja.

 

Seja bem-vindo ao site da junta de Freguesia de Torres do Mondego.
 
Pretendemos deste modo dar a conhecer a todos vós um pouco sobre a Freguesia de Torres do Mondego, nomeadamente o seu património, economia, educação, acção social, turismo, bem como a divulgação dos eventos organizados por nós e pelas Associações.  Para um Presidente de Junta falar da sua Freguesia não é fácil, já que se torna, mesmo que não se queira, tendencioso. E que, quem conhecer Torres do Mondego, há poucos anos, decerto nota a transformação, outra forma de vida, mais dinamismo, realizações e uma muito melhor qualidade de vida. Defendo, desde sempre, a ideia de que à Junta de Freguesia, não cabe apenas o papel de instituições promotoras de belas e grandiosas obras imobiliárias, pelo contrário, cabe às Juntas um importante desempenho na dinamização cultural da comunidade local, não para substituírem os cidadãos como agentes singulares ou agrupados em associações, mas sim de forma subsidiária ou supletiva, garantindo e apoiando, pelo modo adequado, o funcionamento das instituições na produção cultural e, sobretudo, na defesa e na preservação da identidade local.  É, porém, no afecto que reside a maior força anímica para tudo o que se faz em prol da Comunidade de que fazemos parte. Assim onde não houver lugar para o afecto, dificilmente haverá espaço para a razão, sem complemento e sistema de direcção. Estas coisas só se encontram na intimidade serena da vida local. 
 
Obrigado e Bem-haja.